quinta-feira, 11 de maio de 2017

tomar per cu

saudades daquelas tardes
cheias de possibilidades
de sorriso no olhar
e peito aberto
e forte
pronto pra enfrentar qualquer barreira
em mais um copo de cerveja
no bar de qualquer esquina

mente à milhão
e coração expandindo
- mais uma?
- isso não é pergunta que se faça a mim!



(o que aconteceu?)
de onde vem o cansaço?
de onde vem a tristeza?
as portas parecem fechadas agora
e pulamos
por janelas diferentes
nos machucamos
tentando escalar os muros
altos demais para nós.

a "brecha" não mais nos envolve
tampouco amortece
o peso de nossas escolhas
talvez erradas
talvez passadas
talvez inocentes
talvez precipitadas...


talvez nem mesmo seja uma questão de escolha
ou de sorte
mas de vida
e se assim o for,
que ela em breve nos traga
novos tragos
novos sonhos
e um sorriso mais leve outra vez.




Nenhum comentário:

Postar um comentário