terça-feira, 11 de novembro de 2014

agora me resta o não pensar
não abalar
o foco
centralizar - mas não a mim, só minha vida
deixar ir. deixar-me ir.
o vento vai me contar qual é a pontuação certa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário