domingo, 30 de junho de 2013

bebo do meu próprio veneno
você me dá um copo de silêncio
e eu viro.
viro, reviro e me contorço em pensamento



e me afogo
e me INveneno - não me deixa dormir.





pé-com-pé

Um comentário: