terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

preto, desbotado.
tenho em mim todas as cores. todo um arco-íris cheio de. cheio de quê?
não sei direito de mim. nada de ti.
sei do amor, que jogo. eu vou mandando, vou mandando embora
você ainda não possa receber... mas aqui dentro não pode ficar.
aos pouco, lento e cheio. cheio de um milhão de coisas pra fazer. cabeça cheia. casa cheia. mochila cheia.
E coração?
vou fazendo. não sei se dura.
aquela quarta-feira está aí...
e o amor?



violino rangente.



Um comentário:

  1. o ápice vem antes do equilíbrio. o amor está em todo o processo.

    ResponderExcluir