quinta-feira, 8 de setembro de 2011

independência?

Rosto inchado de tristeza
este pôr-do-sol não tem sentido.
Cadê? Cadê os planos se fazendo reais à medida do sonhar?
E esse "sonho" que não acaba nunca? E esse domingo à noite com você chegando que não chega?
A muretinha tá vazia. meu peito tá vazio.
Falta você.
Falta você, pretinha.




[não é independência.
não é morte... mas é como se fosse]


Nenhum comentário:

Postar um comentário