quinta-feira, 21 de abril de 2011

Tiradentes

Tento dormir com a janela aberta - por esperança de movimento - mas os desertos se invadem mutuamente (o de lá fora com o daqui de dentro).
O céu resolve nublar-se nesses dias em que você não está (mesmo que todos estejam vendo mil estrelas).
São feriados de dor para a morada do sol. Só não pára o meu coração.
Não posso te chorar minha dor esta noite.
sou nó.

Um comentário: