segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

doces acordes...

Quando tudo o que você defendia não faz mais sentido (e isso está longe de ser trágico).
Você de joelhos num choro que não é de desespero... nem de glória.
Ser consumido.
Fazer-se de desentendido, porque o não saber deixa tudo um tanto mais profundo.
Criar casos.
Criar acasos de um destino bom.
Conspirar. Defender pequenos erros. Culpar os astros.
Enrolar-me nas linhas dos teus doces acordes. Dormir no teu abraço. Sonhar no teu tom de voz...





[Dizer adeus pro meu mundo de ilusões... para nunca mais.]

Nenhum comentário:

Postar um comentário