sexta-feira, 24 de setembro de 2010

"Chaveirinho"

De repente a gente vê que tá guiando a vida por fatos-besteiras e precisa de um tropeço um tanto quanto grande pra se dar conta que há detalhes ENORMES e importantíssimos ao nosso redor. Coisas simples mesmo, como o carinho de algum conhecido, um sorriso na rua de quem nunca tinha visto antes...
A verdade é que a gente nunca sabe quando e se vai cruzar com alguém de novo por aí. Se vai receber aquele mesmo sorriso desconhecido - ou se vai abraçar de novo "aqueeeela" pessoa. Aquela.
Que a gente consiga sempre deixar as boas idéias e as melhores lembranças latentes no pensar (porque é isso que vai nos levar além).

[Alguns sentimentos são tão intensos que é difícil falar com profundidade. Só quem passa por eles sabe do que se trata. Me desculpo, assim, pela superficialidade das palavras e do consolo.]

---

Post e as melhores vibrações àquela que vai sempre ser lembrada pelo sorriso e alegria contagiantes. Que você siga pelos mais iluminados caminhos, sempre.

2 comentários:

  1. às vezes é preciso falar na dor sem tocar no nome dela.

    ResponderExcluir
  2. ah, Chaveirinho... Como tá difícil. Ainda mais sem você do lado...

    ResponderExcluir